5 destinos para os #CavaRockers em Londres

For those about to rock!

 

Beatles, Rolling Stones, The Who, The Clash, Sex Pistols, Led Zeppelin, The Kinks, The Animals, The Smiths, Iron Maiden, Deep Purple, The Police, Bowie, Joy Division e essa lista poderia continuar por mais uns quatro ou cinco parágrafos.

 

Já deu para sacar o assunto, né? A pauta aqui é o rock inglês e como conhecer um pouco da história dele ao vivo e a cores (e a algumas libras também). Vem passear nos cinco destinos imperdíveis para quem é fã do melhor estilo musical que existe (estamos aqui pra falar a verdade, né?)

 

Abbey Road

 

Sim, vamos começar com o clichê mais imperdível da cidade. É de graça e fica a pouco metros da estação de metrô St. John’s Wood. O lugar é afastado do centro de Londres, mas não vai gastar mais de 40 minutos para chegar lá. Depois é só descer da estação e seguir em linha reta. Enquanto faz o percurso, curta a caminhada em um típico bairro residencial inglês e lá está ela! A faixa de pedestre mais famosa da cidade. O movimento por lá é o dia inteiro, todo dia. Tem carro impaciente que passa quase atropelando todo mundo e tem motorista compreensivo que espera você sentir o gostinho de fazer a travessia. Lá perto, também tem um museu/loja dos Beatles, caso você queira fazer umas compras oficiais. Vale lembrar que não é fácil achar artigos do quarteto nas lojas da cidade, provavelmente devido ao controle de merchandising. Então, se você quiser levar uma paleta, uma camisa, um cinzeiro, um boné, um vinil e um isqueiro pra casa, esse é o lugar para fazer suas compras.

 

Luísa Reiff - Destinos para os #CavaRockers em Londres

 

Wembley Stadium 

 

Aproveitando que o famoso estádio não está muito longe da Abbey Road, ele será a segunda parada. Sediou o Live Aid em 1985 e, a partir daí, a coisa não parou mais. Guns, U2, Foo Fighters, Elton John, Queen e mais uma galera já passou por lá e chegou a sua vez de conhecer o marco histórico do Dia do Rock.

 

The Portobello Hotel

A menos que você disponha de 200 libras por noite, em média, para reservar um dos quartos mais simples deste hotel, é provável que você se hospede em outro lugar. Mas nada impede uma passada por lá. A banheira do quarto 16 foi cheia com champagne por Kate Moss e Johnny Depp. Essa mesma banheira foi a casa das cobras do Alice Cooper quando ele ficou por lá. Mick Jagger e Tim Burton já fizeram check-in nessa mesma recepção e não faltam histórias sobre o que os rockstars já aprontaram no Portobello. Parte delas deve até ser verdadeira ; )

 

Hyde Park

Que tal ver o pôr do sol nesse parque emblemático no final do dia? O Hyde Park foi palco de muitos, muitos shows de rock ao longo dos anos. O espaço é enorme, vale bater perna por lá, imaginar quantas coisas já aconteceram aonde você está pisando, sentar num barquinho olhando o lago em um momento contemplativo. Descansou? Levanta que ainda tem mais uma parada!

 

100 club

 

O dia foi corrido com esse roteiro, hora de abrir uma cerveja. Que tal encerrar o rolê no 100 Club? Ele mudou um pouco nos últimos 50 anos, lembrando que existe desde 1942, mas conserva o nome atual desde 64. E por que tomar uma lá em vez de em algum dos outros milhares de pubs da cidade? Porque Muddy Waters, BB King, The Who,The Kinks, Pistols, Clash, Oasis, Kings Of Leon, Queens Of The Stone Age, Metallica, Alice Cooper, Stones, Blur, The New York Dolls, Paul Mccartney, entre outros nomes mais ou menos conhecidos como esses aí citados já passaram por lá. Seja em shows abertos ao público, festas privadas ou só para fazer uma jam. E, já que você vai parar para descansar em algum lugar, que seja um lugar com esse peso histórico. Pretty cool, han?

 

Luísa Reiff - Destinos para os #CavaRockers em Londres 2